NCAP – UM DESAFIO PARA OS ENGENHEIROS SALVAREM VIDAS !

​COMENTÁRIO DO TACO: muito já foi feito nos automóveis para melhorar a segurança nas estradas, estruturas resistentes aos tombamentos, sistemas eletrônicos nos freios, faróis em xenônio, leds, etc. Agora, o desafio de se fazer veículos que tenham a capacidade de causar menos danos aos transeuntes, nos trás a uma nova era da engenharia estrutural ! A conformação visual dos automóveis começa a convergir para algo muito similar, pois alguns “truques” na forma frontal e capo dos veículos são comuns perante a física do provável acidente tomado como base para se fazer o teste de validação ! Frontal em forma de flecha suave, capo mais alto, para dar espaço para absorção do impacto e amortece-lo. Então, como a física é mesma, as soluções convergem para formas de estilo similares !

Cliente:     Café com Notícias

​Veículo:​Valor Econômico – SP

​Data​22/11/2013​             Seção: Empresas

Brasil deve ter carro ‘cinco estrelas’

Por De São Paulo

Novos carros receberam a nota máxima, cinco estrelas, nos testes de colisão do Latin NCap, o programa que avalia a segurança dos automóveis mais populares da América Latina em choques frontais. Desde 2010, quando o programa foi lançado na região, 34 carros foram submetidos a esses testes, mas apenas um modelo, o Novo Leon – hatch da Seat vendido no México -, recebeu cinco estrelas em segurança para passageiros adultos. Na quarta-feira serão divulgados, no Rio de Janeiro, novos resultados de testes da quarta fase do programa latino americano.

Mas David Ward, secretário-geral da Global NCap – a organização europeia que realiza testes de segurança de veículos em diversas partes do mundo -, adiantou que outros carros receberam cinco estrelas na região. A informação foi dada durante participação em seminário realizado pelo Valor que debateu a segurança nas estradas.

Ele evitou antecipar quais modelos tiveram melhores notas. O Valor, porém, apurou que, pela primeira vez, um veículo vendido no Brasil foi avaliado com cinco estrelas. Na última leva de resultados, divulgada em julho, o Latin NCap analisou dois modelos vendidos no mercado brasileiro: o Clio, da Renault, e o Agile, da Chevrolet. Ambos receberam nota zero em testes para adultos.

Apesar de avaliar carros vendidos na América Latina, os testes do Latin NCap são feitos em um laboratório na Alemanha. Os automóveis são submetidos a um impacto contra uma barreira imóvel para simular o choque frontal de dois veículos parecidos. A velocidade do veículo na colisão é de 64 quilômetros por hora.

Ontem, ao participar do seminário sobre segurança veicular, Ward afirmou que os testes realizados na América Latina desde 2010 mostram que os carros mais populares da região estão 20 anos atrás do padrão de segurança dos veículos europeus ou americanos. Segundo ele, em um total de 60 milhões de carros vendidos no mundo, 20 milhões estão abaixo do padrão de segurança recomendado pela Organização das Nações Unidas (ONU). Para Ward, avanços na segurança dos carros dependem de regulações mais rígidas de governos, ao mesmo tempo em que o consumidor precisa valorizar veículos mais seguros.

Durante o seminário, especialistas em automobilismo, como o bicampeão de Fórmula 1 Emerson Fittipaldi, discutiram soluções de engenharia veicular e de transito para atingir à meta da ONU de “salvar” 5 milhões de vidas nas estradas até 2020. (EL)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s