CARRO JAPONÊS, CARRO COREANO, E VOCÊ AINDA TEM DÚVIDAS DO CARRO CHINÊS, É SÓ ESPERAR PARA VER !

image image image image image image image image image image

Este slideshow necessita de JavaScript.

Cliente:​Café com Notícias

Veículo:​Folha de S.Paulo – SP

Data​19/09/2013​                     Seção: Veículos


teste folha mauá

Novo Tiggo bate X60 na briga dos chineses

Equipamentos de série continuam sendo o maior chamariz dos utilitários asiáticos, que custam cerca de R$ 52 mil

Modelo Lifan oferece mais espaço na cabine, mas Chery traz maior sintonia com o gosto do cliente nacional

EDUARDO SODRÉ

EDITOR-ADJUNTO DE “VEÍCULOS”

O mercado conhece bem o discurso dos carros chineses: mais equipamentos por menor preço que os nacionais. Em contrapartida, os clientes sabem que tais modelos ainda não são o último grito da moda, deixando a desejar em pontos como acabamento e ajustes dos comandos.

Os novos utilitários esportivos Lifan X60 e Chery Tiggo mostram evoluções, mas ainda não fogem a essa regra.

Dotados de airbags, freios ABS, rodas de liga leve, ar-condicionado, sistema de som e muitas outras conveniências, a dupla oriental quer enfrentar os bem-sucedidos Renault Duster e Ford EcoSport.

O Tiggo está mais sintonizado com o mercado brasileiro. A forração cinza da geração anterior foi trocada por tecidos e plásticos pretos, bem aceitos no país. A Lifan optou por manter os tons claros, tipíco dos veículos asiáticos.

Três adultos viajam com folga no assento traseiro do X60, algo que não acontece no modelo Chery, cujo interior é mais acanhado.

Os muitos equipamentos de série do Lifan não disfarçam suas limitações técnicas. O ronco acentuado do motor e da transmissão mostram que o isolamento acústico tem muito a melhorar. Também faltam ajustes finos na embreagem –o pedal é pesado– e na alavanca de câmbio.

O Tiggo é superior nesses quesitos, pois já passou pela primeira etapa de adaptação ao mercado –o modelo anterior estreou em 2009.

Na pista, os chineses apresentaram resultados razoáveis. O motor 1.8 a gasolina do Lifan foi suficiente para garantir números de desempenho melhores que os do Renault Duster 1.6 flex (a partir de R$ 50.790).

No caso do Tiggo 2.0 a gasolina, os 138 cv de potência sugerem mais que os resultados obtidos. Ao cumprir a prova de aceleração (zero a 100 km/h) em 11,8s, o modelo Chery se equiparou ao Ford EcoSport 1.6 flex (115 cv).

No fim, prevaleceu o melhor acerto do Tiggo. Apesar de mais espaçoso, o X60 carece de maior proximidade com o gosto do consumidor brasileiro, que deseja mais que um bom pacote de equipamentos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s